Descubra se é possível fazer uma limpeza de pele durante os dias mais quentes do ano

Limpeza de pele no verão: é recomendado fazer?

Limpeza de pele no verão: é recomendado fazer?


Não dá para negar: uma boa limpeza de pele é sinônimo de um rosto bonito e saudável. Mas, com a chegada do verão, é comum ouvir que o tratamento, que é capaz de controlar a oleosidade excessiva e prevenir os sinais de envelhecimento, não é bem-vindo. Mas será mesmo que o procedimento não pode ser encarado nesta época? Para esclarecer essa dúvida, veja os principais benefícios da limpeza de pele e a frequência ideal para realizar o procedimento no verão.



A limpeza de pele é o tratamento certo para evitar a oleosidade no verão



No verão, o aumento da umidade e produção de oleosidade são os maiores vilões da pele. Isso porque, com o calor, as glândulas sebáceas tendem a produzir ainda mais sebo, deixando o rosto com aquele aspecto brilhoso desagradável. Para evitar esse incômodo, a limpeza de pele pode (e deve!) ser sua maior aliada. Invista em produtos ricos em ingredientes naturais, como o Gel Éclat, para realizar essa tarefa. Com o extrato de lótus branco, rosas da França e anis estrelado em sua composição, o produto limpa, suaviza e clarifica todos os tipos de pele.



Além do gel de limpeza, outro produto que pode garantir uma pele limpa e sequinha é o tônico facial. Ideal para desobstruir os poros, o Tonique Éclat é perfeito para utilizar depois do gel de limpeza e eliminar todas as impurezas que restaram depois da primeira etapa. Com uma nova geração de ativos patenteados por Lancôme, o item esfolia uniformemente a pele enquanto retira as células mortas, revelando um rosto radiante.



No verão, a limpeza de pele deve ser acompanhada de hidratação e proteção solar









Não existem dúvidas de que os longos dias de sol e a presença dos raios UV durante o verão causam muitos danos à pele. Por isso, depois da limpeza de pele é fundamental investir em uma boa hidratação. Para promover a recuperação rápida do tecido e dos nutrientes da cútis, o Hydra Zen , de Lancôme é a escolha certa. Com um mix de ingredientes naturais em sua composição, o item oferece uma hidratação intensa e duradoura por 24 horas em todos os tipos de pele, inclusive as mais sensíveis e oleosas.



Tão importante quanto a hidratação, a proteção solar também é uma etapa que não pode faltar durante o verão, principalmente depois da limpeza de pele. Para isso, o truque é apostar em produtos com amplo espectro e textura seca, com FPS 30 ou superior. Lembre-se de aplicá-lo sempre antes de sair para manter a pele saudável e protegida dos raios UV.



A frequência da limpeza de pele deve ser menor durante os dias quentes



Ainda que a limpeza de pele faça parte dos principais cuidados com a pele, é preciso diminuir a frequência do tratamento durante o verão. Para quem possui a cútis oleosa e mista, o ideal é fazer o procedimento a cada 30 dias. Já para a pele seca e normal, o intervalo pode ser maior. É importante lembrar que, após o procedimento, a região pode demorar cerca de dois dias para se recuperar. Por isso, evite se expor ao sol nas primeiras horas.



Continuar lendo